“Novo Drogba” e “Novo Zidane” são alvos de Mourinho em Madrid.

O sonho oculto de Mourinho.

Com o mercado europeu em pleno vapor, o técnico português José Mourinho decidiu seguir a linha “Wenger” de contratações. Pensando em contar com novos talentos ermergentes ao redor do globo, a primeira contratação( já concretizada) foi do argentino Angel Di Maria, jovem promessa que surge como opção de apoio rápido e inteligente no ataque madrilenho.

As outras duas jovens esperanças que aparecem na lista de contratações do Real Madrid nascem em um país fora dos olhos dos scouts e caça talentos de plantão. A Bélgica é o país onde, segundo imprensa européia, surgiram as maiores promessas do futebol do velho continente. Nada mais, nada menos que o “novo Zidane” e o “novo Drogba”.

O primeiro já é figurinha carimbada no campeonato francês. Atuando pelo Lille, o jovem de 19 anos encantou e despertou o interesse do gigante espanhol. Apesar da pouca idade, já atuou em mais de 60 partidas da Ligue 1 e diversas vezes pela seleção Belga. O jovem, que foi comparado a Lionel Messi desde as categorias de base do time francês, tem nome e sobrenome: Eden Hazard.

Meio campista habilidoso, chamado de “o mago” pela imprensa local, Hazard é rápido, extremamente focado, chuta bem com as duas pernas, é muito bom na bola parada e conta com uma infinidade de recursos de remate ao gol. 

confira no vídeo:

Romelu Lukaku tem apenas 17 anos, mas seu nome já é uma opção forte de alguns grandes clubes da Europa.

O jovem jogador, nascido em Amberes e de ascendência congolenha, tem assombrado o futebol belga. O comparam com o vetereno Didier Drogba, é já é peça fundamental da seleção sub-21 belga.

Seu poder físico é quase insultante (1,90m. e 95 kg.), igual o seu instinto goleador, mas o que mais se destaca é sua incrível maturidade apesar da sua curta idade. Atua no Anderlecht e marcou 17 gols em 45 jogos na temporada passada além de se tornar o jogador mais jovem do futebol profissonal belga.

assista ao vídeo:

Lukaku, “o tanque belga” viria para formar uma linha de frente formada por Benzema, Higuaín, C. Ronaldo, Di Maria, Hazard. O gigante espanhol quer investir no futuro e garantir mais alguns canecos erguidos e guardados no glorioso Santiago Bernabéu.

Fonte: MARCA.COM

Deixe um comentário

Arquivado em Futebol Internacional, Futuros Craques, Mercado da Bola, Uncategorized, Vídeos

O Efeito FIFA.

O Efeito FIFA.

Domina o dinheiro, pune os adversários e dribla a justiça.

Para falar da entidade maior do futebol de maneira clara e compreensível,  exemplificar com fatos reais, nada melhor do que discorrer acontecimentos recentes e, que muitas vezes, não geram uma reflexão maior.

Lá se foram 64 jogos e nunca, na história das Copas, aconteceu um torneio tão pobre, vergonhoso e chato como esse torneio da imperiosa FIFA e suas Confederações. Seria muito difícil contabilizar uma quantidade razoável de jogadas, táticas revolucionárias e dribles cinematográficos, enfim, tudo que a história das Copas nos ensionou e fez admirar nas 4 semanas mais esperadas por todos.

Ao invés de futebol, a Copa nos mostrou o efeito poderoso que a entidade mor causa, cada dia mais, nas nações ao redor do globo. O leque de inadimplência da FIFA começa fora mesmo das quatro linhas, exagerando na exposição de mal exemplos nas mídias mundiais. Outros fatores que fazem parte dessa soma são, por exemplo, a substituição de jogadores de futebol por “celebridades” enganadoras, vendedoras de produtos e camisetas, vide caso recente do português mais badalado do mundo, o midiático Cristiano Ronaldo, que além de não ter jogado nada, nem mostrou qualquer tipo de preocupação com isso. Efeito tão grande que atingiu até a gloriosa seleção dos Les blues (seleção francesa) que foi mais vista em páginas de fofocas do que nos cadernos esportivos. A sua pífia participação  proporcionou ao mundo um exemplo claro de falta de compromisso com os torcedores, o torneio e a própria nação francesa. Talvez um castigo dos Deuses do futebol pela estelionatária forma com que eles se classificaram.

Escândalos seguem alinhados com o caráter dos dirigentes da FIFA. Gols que quebram as regras, juizes sem compromisso com a ética esportiva, gols legais não validados e seleções que destilam do próprio veneno. Todas as confederações que estavam ali fazem parte de um grupo de coniventes e sócios dessas práticas de governo FIFA. Questões como a modernização do esporte, profissionalização dos árbitros, o aumento do número de auxiliares, não cabe aqui discutirmos afinal alternativas não faltam. A tecnologia veio mais na transmissão em sí do que no próprio esporte, algo ruim no meu ponto de vista, afinal não são os óculos 3d que vão consertar a ajeitada de mão na bola e evitar a classificação mais contestada de uma nação para uma Copa do Mundo. A reflexão mais importante é reconhecer que nada disso interessa, pois irá criar dificuldades para manter seu espírito de manipulação e corrupção. É cada vez mais claro que o foco não está direcionado a estimular o futebol arte através da punição severa da violência gratuita e premeditada de alguns jogadores, do maior número de gols, afim de achar o equilibrio do espetáculo com o resultado, não! Os efeitos proporcionam um resultado claro: interesse em acumular poder e capital.

 A verdade é simples: a Fifa engorda cofres, enquanto a sede paga a conta. As vezes não interessa de que jeito se dará a administração financeira dos gastos com a Copa. Um erro primário. Temo e me espanto com o andamento das obras para a próxima Copa de 2014 no Brasil. Egoísmos a parte, estamos falando de uma maioria da população brasileira que ainda vive na infância intelectual, onde o importante é fazer a festa primeiro e depois arrumar a casa. A sujeira já está acumulada e, cada vez mais, fica difícil de limpar.

Enquanto a entidade que se julga “dona da bola” conta os lucros com a festa na África do Sul, o país-sede contabiliza os gastos para saber o tamanho da cratera que o evento fez nos seus cofres. Cerca de 8,3 bilhões de dólares para promover a bonança. Será que eles tem “estrutura” para lidar com isso?Alias, “estrutura” tem sido um tema bem recorrente na análise dos “entendidos” da FIFA com relação alguns estádios no Brasil. Realmente, eles se preocupam com isso. A FIFA teve seus incetivos fiscais concedidos pela “nova elite negra” que comanda o país africano. Sem preocupações com impostos sobre os lucros de produtos vendidos, direitos de transmissão e todas as outras formas de receita ligadas à Copa. A Copa é, com folgas, a maior fonte de receitas da Fifa, que cobra valores estratosféricos das empresas que desejam ligar suas marcas à realização do torneio.

A impunidade reina na terra de um Teixeira só. Os governos e políticos não estão dispostos a enfrentar a “Dona da bola” afim de colocarem em risco seus “extras” e a perpetuação de seus cargos. A mídia idem. Quem quer colocar em risco contratos de exclusividade afim de diminuir a audiência, logo, patrocinadores? Estamos falando de uma das 4 pilastras que sustentam a manipulação e comandam a vida de um cidadão: Religião, fanatísmo, patriotísmo e medo.

Uma solução? ainda creio em uma pressão dos governantes em destinarem os lucros astronômicos da FIFA a soluções cabíveis dentro do esporte e, juntamente com isso, a profissionalização dos Clubes de futebol, afinal o que mais vemos são gestões amadoras. 

Se serve de consolo, eu ainda admiro o futebol. Acredito que todos devem assistir ao seu time de coração até depois dos 90 minutos. O mais importante é que o torcedor acompanhe também os bastidores dos seus times, a sujeira jogada no gramado. São inúmeras as coincidências espalhadas pelo mundo, porém já diria o ditado: “As coincidências precisam ter um fim…Não sei se existe destino, mas existe decisão!”

Fonte: O Estado de São Paulo
               Blog do Juca Kfouri
 

 

 clique aqui ou na imagem para ampliar
arte: Dimy :: Clique aqui e conheça o seu trabalho.

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em "Que fase...", CBF, Federação Paulista de Futebol, Futebol Internacional, Mercado da Bola, Mundial, Seleção Brasileira, Vídeos

Jornal MARCA.COM lança calendário inovador da Copa do Mundo 2010.

Em época de Copa do Mundo, o torcedor quer acompanhar sua seleção de todas as formas. Existe aquele que “Só assisto jogo do Brasil na Copa” e outros mais exigentes, que bebem de informação futebolísta que diversas bicas. Pensando nisso, os meios de comunicação do mundo inteiro tentam se destacar com algum diferencial. A informação em uma nova “embalagem”. Seguindo essa filosofia e não contente com as tabelinhas da Copa do Mundo tradicionais, o jornal MARCA.COM criou uma tabela interativa para esse Mundial.

As informações básicas vem de maneira inovadora, em uma tabela oval separada por: seleções, data, sedes & estádios, grupos & fases. Ao passar o mouse você escolhe a maneira de como quer ver as informações na tabela, por exemplo: você quer ver os jogos da Itália. Direcionando o ponteiro sobre o nome da seleção, você “ascende” as informações relativas a squadra azzurra na Copa como data, hora, local e grupo. Aparecendo os jogos, se eles tiverem acontecido, você poderá clicar no resultado e ter um link direto para matérias relacionadas ao jogo feitas pelo próprio jornal.

clique AQUI para conferir a tabela do Jornal MARCA.COM

Fácil e interativa. Essa foi a meta do jornal MARCA.COM em criar uma nova tabela, afinal, em época de Copa do Mundo tudo é válido para atrair mais navegadores, torcedores e apaixonados pelo esporte bretão na nossa, cada dia mais, pátria de chuteiras.

Colaboração:  Demètrius Argyriou

Denys Argyriou

Fonte: MARCA.COM

Deixe um comentário

Arquivado em Copa do Mundo, Futebol Internacional

Um Mundial sem muito “brilho”

Se “nome” jogasse, a seleção espanhola já seria campeã mundial em 2010.

Como, de fato, não é verdade, somente o “nome” não acaba com a  nossa faminta vontade de ver, o reflexo glorioso do passado em nosso singelo presente. Denominamos alguns jogadores e, em um curto espaço de tempo, profetizamos façanhas. Esses são considerados as “estrelas” dos times, até iconográficamente falando, esses jogadores são responsáveis, muitas vezes, em dar o “brilho” ao espetáculo. Aonde encontrar todos reunidos? Se você respondeu na Copa do Mundo, sinto informar que errou, pelo menos não em 2010. Esse ano eles, em grande número, estarão assistindo a competição fora das 4 linhas, talvez em uma clínica de recuperação.

Não há como negar que, após vários desfalques e lesões, a Copa do Mundo perde um pouco de “brilho”. Os alemães lideram no quesito com 5 baixas no elenco e sofreram ao assistir as imagens do ex-capitão do Mundial 2010, Michael Ballack, pedir socorro em campo.

Não menos doloroso foi ver os marfinenses carentes da sensação africana dos últimos tempo e queridinho da nike, Didier Drogba, lesionando-se do cotovelo direito em um lance besta.

Tão besta quanto, foi a jogada azarada que o holandês Robben se lesionou.

Veja a lista das principais estrelas que deixaram 0u ameaçam deixar a competição:

Alemanha: Ballack, Westermann, Traesch, Rolfes e o goleiro Adler.

Austrália: Kisnorbo.

Costa do Marfim: Didier Drogba.

Chile: Humberto Suazo.

EUA: Charlie Davies.

Eslováquia: Martin Srktel.

Ghana: Essien.

Honduras: David Suazo e Wilson Palacios.

Holanda: Arjen Robben

Itália: Andrea Pirlo

Inglaterra: Rio Ferdinand, Beckham e Owen.

Japão: Yasuyuki Konno.

Nigéria: Obi Mikel.

Portugal: Bosingwa.

Paraguai: Cabañas.

Sérvia: Jankovic.

Clique na imagem para ampliar.

Ninguém escapa da bruxa que está a solta na África do Sul, o pesadelo de todos os treinadores que estarão no continente africano.

Deixe um comentário

Arquivado em "Que fase...", Copa do Mundo, Futebol Internacional, Futuros Craques, Mundial, Vídeos

Nova Arena Palestra Itália têm obras já em andamento.

“Dio mio”, disseram os mais entusiasmados palmeirenses após ver o vídeo da nova Arena Palestra Itália.

Um plano no mínimo ousado. No último dia 27 de maio, um estádio moderno e com capacidade para 45 mil pessoas foi apresentado através do site oficial do clube. Trata-se do vídeo que mostra o projeto ambicioso do Palmeiras em substituir o glorioso e querido Palestra Itália por uma arena de última geracão, com 250 camarotes e cerca de R$ 300 milhões de investimento.

Uma parte desse investimento será destinado para construção de melhorias nas dependências do clube, além de novos vestiários, quadras e toda parte estrutural, terá também um auditório modular com capacidade para 2 mil pessoas, um anfiteatro capaz de receber até 20 mil pagantes e serão construidos prédios para as áreas administrativas e esportivas no complexo da nova Arena Palestra Itália.

Assista o vídeo da nova Arena Palestra Itália:

O responsável pelo projeto é o mesmo que assinou obras como a do Sporting de Lisboa, Leiria e Aveiro, estádio usados na Eurocopa de 2004, o português Tomás Taveira. A previsão é que o projeto seja concluído em até dois anos.

2 Comentários

Arquivado em CBF, Federação Paulista de Futebol, Palmeiras, Vídeos

Pizzaria vai dar uma “mãozinha” aos irlandeses.

 O povo irlandês ainda guarda mágoas profundas após a eliminação do Irish Team para a França, ficando assim, fora do mundial que será disputado na África do Sul. A assistência do craque francês Henry, que resultou no gol da classificação dos Bleus para a Copa, teve início após o francês dominar a bola com a mão e que acabou não só gerando a eliminação dos irlandeses, mas transformou-se em mais um momento patético do futebol mundial.

Como o marketing em ano de Copa do Mundo não é pouco, não é necessário que o seu país participe do maior evento esportivo do ano para fazer dinheiro. Nada como explorar um pouco de criatividade e visão. Foi oque fez a Pizza Hut. Lançaram uma promoção nacional incentivando o povo irlandês torcer contra a França no mundial. Como? Oferencendo pizzas grátis a cada gol que a os enfants de la patrie - trecho da Marseillaise, hino francês - sofrerem na competição. Serão disponíbilizadas 350 pizzas por gol dos adversários da França. O site oficial da pizzaria colocará no ar um código que será revertido em uma pizza grátis, somente em solo irlandês.

Uma promoção dessas vem a calhar e, com um povo carente de justiça esportiva, fará alguns irlandeses se renderem ao fast-food durante a competição.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Começou o Brasileirão 2010. Só para alguns…

Neste fim de semana teve início o mais importante campeonato do Brasil. Mesmo que alguns não concordem, é, de fato, o campeonato mais disputado do mundo. Não existe alguém que consiga prever quem será o grande favorito ao título. No mínimo 8 clubes estão muito bem cotados para o trunfo no final do ano, seja no critério elenco, talento, tradição, planejamento ou sem critério mesmo, somente com a raça.

A  fórmula dos pontos corridos vigente desde 2003 traz, ainda, dúvidas e um certo desinteresse nos primeiros jogos. A situação se agrava quando grandes equipes disputam outras competições como a Copa do Brasil e a Libertadores paralelamente, ou seja, tira-se ainda mais o foco do campeonato mais longo do Brasil. E o que será das primeiras rodadas? A reposta já é bem conhecida dos torcedores: poupar. São Paulo vai poupar, Santos,Cruzeiro, Grêmio, Flamengo e Internacional não contarão com os principais jogadores nas primeiras partidas do Brasileirão 2010. Quem sofre com isso? O torcedor, que paga o ingresso para ver uma escalação mista do seu time de coração.

Serão 21 pontos disputados antes da Copa do Mundo da África do Sul que poderão fazer falta ao longo da competição. Se a tática der certo, alguns irão se vangloriar alegando planejamento. Outros não pouparão e servirão de exemplo se conseguir. O restante que perder, alegarão a falta de pré-temporada e/ou falta de elenco. Algo muito comum no futebol brasileiro. Até ai nenhuma novidade.

Medo de perder seus titulares é algo compreensível.  Ainda mais quando vemos craques como o inglês Wayne Rooney por em risco sua participação na Copa do Mundo devido uma lesão nos últimos jogos da Premier League. Os reds aplaudem a fome de bola do inglês/paraibano porém, a nação pode perder uma esperança de gol nítida nos poucos e inesquecíveis jogos que acontecerão na África do Sul.

Certo? Errado? São dois interesses discutíveis. O clube quer sempre conquistar vitórias e todo aquele discurso já conhecido. É de interesse dos clubes também ter alguns selecionáveis no seu plantel, afinal, nada como garantir “um caixa” na janela de transferências européia. Já as seleções, querem que todos os jogadores estejam bem fisicamente. Eles não vão convocar um “estourado” para disputar uma competição tão rápida e importante quanto essa.

Convocação para a Copa do Mundo, Libertadores, Copa do Brasil… Aonde sobra espaço para um campeonato de pontos corridos? É a realidade do início do Brasileirão 2010. Essa é a hora de times de “meio de tabela” crescerem na competição. Fazer valer da pré-temporada e ganhar uma “folga” na tabela. Aliás, tudo que envolve folga é bem típico do nosso futebol. Tudo vira motivo ou desculpa para justificar qualquer fracasso. 

Serão mais 6 rodadas antes do maior evento esportivo do mundo. África do Sul está nos últimos preparativos para uma Copa que promete ser inesquecível. Todos fazendo suas campanhas, prós e contra, e esperando anciosamente a convocação dessa terça-feira. Enquanto isso, o campeonato brasileiro “folga” mais um tempo.

Deixe um comentário

Arquivado em Brasileirão 2009, Copa do Mundo, Futebol Internacional, Seleção Brasileira